ApresentaçãoParceirosCampinasBelo HorizonteRibeirão PretoBrasíliaCuiabáSão José dos CamposSão José do Rio PretoPortoBogotáGaranhunsPalmasSantosItajaíFortaleza
32ª Bienal - Itinerâncias

A 32ª Bienal de São Paulo terá recortes exibidos em cidades no Brasil e no exterior em 2017. Seleções de obras viajam às cidades de Campinas/SP, Belo Horizonte/MG, São José dos Campos/SP, Brasília/DF, Cuiabá/MT, São José do Rio Preto/SP, Ribeirão Preto/SP, Garanhuns/PE, Palmas/TO, Santos/SP, Itajaí/SC e Fortaleza/CE. Itinerâncias internacionais já estão confirmadas em Bogotá/Colômbia e em Porto/Portugal.

Intitulada INCERTEZA VIVA [Live Uncertainty], a 32ª Bienal tem como eixo central a noção de incerteza a fim de refletir sobre atuais condições da vida em tempos de mudança contínua e sobre as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas. A exposição se propõe a traçar pensamentos cosmológicos, inteligência ambiental e coletiva assim como ecologias naturais e sistêmicas. A mostra teve curadoria de Jochen Volz e dos cocuradores Gabi Ngcobo (África do Sul), Júlia Rebouças (Brasil), Lars Bang Larsen (Dinamarca) e Sofía Olascoaga (México).

Sobre o programa de mostras itinerantes

Para as itinerâncias da 32ª Bienal, foram renovadas parcerias institucionais com o SESC-SP, FAAP, Fundação Clóvis Salgado (Belo Horizonte-MG), Secretaria de Estado de Cultura - SEC (Cuiabá-MT) e Fundação de Serralves (Portugal). Visando ampliar ainda mais o impacto da Bienal para além do eixo Rio-São Paulo, a edição também estende seu arco de parceiros institucionais produzindo mostras em conjunto com o SESC nacional, Palácio do Itamaraty (Brasília-DF) e o Museo de Arte Moderno de Bogotá (Colômbia).